MASIGNCLEAN101

Conheça a identidade do Argentino criador do 'Netflix pirata' o Popcorn Time



Federico Abdal, 29 anos, que mora em Buenos Aires, disse ser fã do Netflix


O criador do Popcorn Time, software que permite aos usuários assistir filmes online ilegalmente, conhecido como 'Netflix pirata', revelou sua identidade em entrevista ao jornal norueguês Dagens Naeringsliv.

O argentino Federico Abdal, 29 anos, que mora em Buenos Aires, disse ser fã do Netflix original. Ele disse que a ideia para criar o software surgiu em função da má qualidade da internet na Argentina.

“Aqui na Argentina a internet é muito lenta. Filmes chegam ao cinema um semestre depois do lançamento nos Estados Unidos”, contou Abad.

“Eu queria ver um filme, mas não podia. O que eu poderia fazer? Eu só queria resolver um problema”, resume Abad. Foi com essa ideia que nasceu o Popcorn Time, apelidado por muitos de “Netflix pirata”.
Abad disse que usou o Twitter e Facebook para recrutar pessoas para trabalhar no sistema, que rapidamente tornou-se fonte para assistir a filmes por streaming.
“Minha mãe não conseguiria usar. Ela não poderia começar a assistir a um filme que ela quisesse. Quando desenho algum produto, ela é meu caso de estudo. Se ela não puder usar, ninguém pode usar”, disse.

O Popcorn Time angariou fãs ao redor do mundo e também inimigos. O mais famoso deles, o cineasta argentino Juan José Campanella, diretor do premiado O Segredo dos Seus Olhos, que criticou Abdal. 

Polêmica

Como era de se esperar, o Netflix pirata atraiu uma legião de fãs – mas outra de inimigos. Diversos países bloqueiam o acesso ao serviço. Produtoras de filmes também não esconderam seu desprezo pelo Popcorn Time.

Juan José Campanella, diretor do premiado O Segredo dos Seus Olhos, criticou o criador do Popcorn Time em sua conta do Twitter em 2014. “Parabéns Sebastián, criado do Popcorn Time. É um ladrão argentino a mais para a nossa longa lista”, escreveu Campanella, em sua conta no Twitter, em 2014. Na época, Abad usava Sebastián como pseudônimo.

Fonte: Correio24horas/Brasilpost
Compartilhe esse artigo!
Marcus Vinicius
escreve para o Mundo Informal sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Seja livre para expor seu pensamento!

Se preferir, antes leia nossa política para comentários...
Atenção: Comentários "Anônimo" não serão publicados. Escolha "Nome/URL". Obrigado!