MASIGNCLEAN101

A Copa no Rio terá equipes especializadas para combater hackers


O Exército brasileiro montará 12 equipes para atuar na defesa cibernética das cidades sede da Copa do Mundo, que começa em junho.

O objetivo é trabalhar no combate a ataques de hackers a sistemas e serviços que, se comprometidos, afetarão a segurança do Mundial.

A seleção vem sendo realizada desde dezembro entre militares das três forças (Marinha, Aeronáutica e Exército). As equipes funcionarão 24 h e se reportarão a um comando central, em Brasília.

A PF (Polícia Federal) e o Exército têm informações de que grupos ou hackers solitários de diferentes pontos do mundo aproveitarão a Copa para atacar. Além dos sites do evento, o esquema de vigilância engloba desde o sistema de telecomunicações do país até sinais de trânsito.

Por: Isaias Lima dos Santos / Newstechbrasil.com.br
Compartilhe esse artigo!
Marcus Vinicius
escreve para o Mundo Informal sob a licença Creative Commons BY-SA 3.0. Você pode usar e compartilhar este conteúdo desde que credite o autor e veículo original do mesmo.
Seja livre para expor seu pensamento!

Se preferir, antes, leia nossas regras para comentários...
(Atenção: Comentários "Anônimo" não serão publicados. Escolha "Nome/URL". Obrigado!)
Bom comentário!